quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL!

Neste post, venho desejar-vos a todos um Feliz Natal e, para além disso, proponho-vos um pequeno "exercício" de memória relacionado com o tema do Animania Pura e o Natal. Para quem foi criança nos anos 80, grande parte dos 90 e até nos 70, o dia de Natal trazia normalmente muitos animes ou desenhos animados europeus ou americanos, como estes de que temos falado aqui, mas de alguma forma relacionados com o Natal. Assim sendo, digam-nos, de que desenhos animados se lembram de ver no dia de Natal? Digam-nos os nomes, se souberem, ou descrevam-nos, mas partilhem connosco as vossas memórias de Natal no que toca à animação! ;-)


Eis um anime de que me lembro e que está indiscutivelmente relacionado com o Natal, já que a personagem principal é o próprio Pai Natal: Noeli (título português)/Mori no Tonto-tachi . Como era uma série, na verdade não sei se o episódio em que Noeli se veste com o fato de Pai Natal e vai distribuir os presentes por todo o mundo passou no dia de Natal (embora fizesse bastante sentido que tivessem feito coincidir! ;-) !). Aqui fica uma imagem (desculpem por ser tão pequena, mas é mesmo muito difícil arranjar imagens desta série e então com o Noeli vestido com o fato de Pai Natal ainda é mais):

Para além do Noeli, tenho outras recordações e uma delas sei que passou (uma ou mais vezes) no dia de Natal, mas infelizmente lembro-me apenas de algo muito vago, embora tenha sido um desenho animado/anime (?) de que gostei muito de ver. Nessa história, havia uma bruxa que queria impedir que houvesse Natal (ou que o Pai Natal cumprisse a sua missão) e que aprisiona o Pai Natal. Quando me lembro dessa animação, surge-me na cabeça a imagem do Pai Natal numa jaula (ou algo assim), creio que ao ar livre, no meio da neve. Depois, sei que há um grupo de seres (por mais que tente, não consigo lembrar-me bem de que seres eram) que vão salvar o Pai Natal...

E vocês, quais as vossas recordações de Natal em relação a animações? =)



quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Qual o nome desta série?

Recebi um e-mail de um visitante deste blog, no qual ele me pedia que o ajudasse a identificar uma série. Como não conheço a série em questão, venho pedir-vos que, se a conhecerem, nos digam (nos comentários a este post) qual o seu nome.
Muito obrigada desde já pela colaboração! =)

Eis a descrição que o visitante fez (passo a citá-lo):

"Havia uma série antiga que passava na RTP Açores (que passou na RTP1 quase de certeza) de uma menina que se chamava Maia (se não estou em erro) que percorria o mundo em busca da sua mãe, penso que só no último episódio é que a encontra. Essa menina tinha uns sapatos vermelhos que a ajudavam quando estava em apuros (tinham uma espécie de poder que a salvava de más situações). Lembro-me também que tinha duas bruxas, uma delas chamava-se Infernália, a outra não me recordo do nome mas sei que se transformava em várias coisas. Estas estavam sempre a infernizar a vida de Maia. Lembro-me também que a Maia tinha um amigo chamado Nobre, que era feito de açúcar (acho eu), era uma espécie de libelinha..."

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Quem tem o epiódio 16 da série "A maravilhosa viagem de Nils Holgersson"?


É muito importante que consiga encontrar este episódio, já que, entre as minhas cassetes e as de um fã destas séries que colabora comigo na procura destes animes (e com a preciosa ajuda de outra pessoa que nos cedeu o primeiro episódio), conseguimos juntar todos os episódios do "Nils Holgersson" menos o 16º, pelo que falta somente esse para que a série fique completa. Se se conseguisse completar a série, tornar-se-ia possível aqueles que gostam dela virem a ter acesso à mesma. Por isso, por favor, ajudem! Vejam nas vossas cassetes se têm episódios desta série e procurem o episódio 16! Se não tiverem e souberem de pessoas que gravaram séries de anime desta época, por favor peçam-lhes também que procurem este episódio nas suas cassetes! Será bom para todos nós se alguém conseguir encontrá-lo!


Se encontrarem o episódio, por favor mandem-me mail para animaniapura@gmail.com ! Desde já, obrigada!

Em baixo, fica o episódio 16 em Francês. Como o objectivo é apenas verem se têm este episódio nas vossas cassetes, não há problema se não perceberem o Francês, pois conseguirão identificar se têm ou não esse episódio independentemente da língua que seja falada.





segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Excerto da série JOANINHA

Já falei por aqui sobre esta série mais do que uma vez. Trago-vos hoje um excerto de um episódio de quando a Joaninha já é mais crescida (há algum tempo, pus aqui um de quando ela é criança), fase da história de que todos os fãs da série gostam muito.
Espero que se divirtam a ver este excerto!



Se tiverem comentários ao excerto, por favor deixem-nos aqui!

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Lucy Montgomery, a autora que escreveu o livro "Anne of Green Gables", o qual deu origem à série Ana dos Cabelos Ruivos



Uma vez que, no ano que corre, faz 100 anos que foi publicado “Anne of Green Gables”, o livro que deu origem à série “Ana dos Cabelos Ruivos” (e a que, aliás, esta série é muito fiel), pareceu-me uma boa ideia fazer aqui um post com uma pequena biobibliografia da autora, Lucy Montgomery, assim como falar um pouco da sua obra.

Em Portugal, não há muita gente que conheça esta escritora, sobretudo porque não há traduções à venda dos seus livros. Noutros países, Lucy M. Montgomery é bastante famosa, mas no nosso, uma vez que as editoras se parecem ter esquecido dela (mesmo com o sucesso que a série de anime que adapta "Anne of Green Gables" teve), esta escritora é desconhecida de muita gente. Em tempos, talvez em meados do séc. XX ou até antes (não tenho bem a certeza), "Anne of Green Gables" foi traduzido com o título de "Anne e a sua aldeia" e posto à venda por cá. No entanto, neste momento, essa edição só se consegue encontrar em alfarrabistas e mesmo aí é muito rara. Isto que acabei de dizer é uma pena, pois esse livro, como os restantes, é um livro que não merece ser esquecido.

Aqui fica então uma breve biografia de Lucy Montgomery.

Esta autora nasceu em 1874, no Canadá, mais precisamente em Clifton (que agora se chama New London), na Ilha do Príncipe Eduardo (Prince Edward Island). A mãe de Lucy Montgomery morreu de tuberculose quando ela tinha apenas 21 meses de idade e o seu pai deixou-a ao cuidado dos avós maternos, que viviam em Cavendish (este sítio tornou-se muito importante para a autora, que adorava viver lá). A ausência dos pais inspirou certamente a sua personagem Anne (de "Anne of Green Gables"), que é orfã. Para além disso, como vivia com os avós, um casal já idoso, Montgomery encontrou companhia na sua imaginação, na natureza (e que maravilhosa natureza a rodeava!), nos livros e na escrita, o que faz com que quem leu o livro "Anne of Green Gables" ou viu a sua adaptação "Ana dos Cabelos Ruivos" se lembre da personagem principal dos mesmos. Lucy Montgomery começou a escrever poesia e um diário quando tinha nove anos. Frequentou a pequena escola ao pé da casa dos avós, em Cavendish, e em seguida ainda estudou com o objectivo de obter um diploma para ser professora. Completou esse curso de dois anos em apenas um ano e terminou-o com resultados excelentes, o que, mais uma vez, me lembra a sua personagem Anne/Ana. Depois disso, Montgomery foi professora e também estudou Literatura Inglesa na universidade durante um ano, tornando-se desta forma uma das poucas mulheres do seu tempo a procurar obter educação superior. Foi aí que o seu avó morreu subitamente. Lucy Montgomery voltou imediatamente para Cavendish, para tomar conta da avó que, de outra forma, teria tido que deixar a sua casa (também isto me faz lembrar a Anne/Ana...). Durante os 13 anos em que ficou com a sua avó, continuou a escrever e a enviar poemas e histórias para revistas canadianas, britânicas e americanas. Em 1905, escreveu o seu primeiro e mais famoso romance, "Anne of Green Gables". Mandou o manuscrito para muitas editoras, mas inicialmente foi rejeitado, como, curiosamente, acontece tantas vezes com livros que depois se tornam grandes sucessos. Ela pôs então o manuscrito de lado. No entanto, passado algum tempo, encontrou-o, releu-o e decidiu tentar publicá-lo novamente. O livro foi editado e tornou-se imediatamente um bestseller. Esta obra marcou o início da sua carreira de sucesso como romancista. Depois da morte da sua avó, Montgomery casou e mudou-se para Ontario. Teve três filhos e continuou a escrever e a publicar bestsellers. Não voltou a viver na sua querida Ilha do Príncipe Eduardo, voltando lá apenas para passar férias, mas esta ilha estava sempre presente na sua escrita. Dezanove dos seus vinte romances são passados lá. Ela imortalizou essa pequena ilha através das suas maravilhosas descrições da natureza, da comunidade, das pessoas e do seu modo de vida. Hoje em dia, centenas de milhares de pessoas vão à Ilha do Príncipe Eduardo para verem elas próprias o sítio de que a autora gostava tanto. Depois de morta, Lucy Montgomery voltou à sua querida ilha, onde foi enterrada perto do sítio da sua antiga casa.

Como vos disse atrás, esta autora escreveu romances, poesia, contos e diários. Vou falar um pouco dos romances, a parte mais importante do seu trabalho. As heroínas dos livros de Montgomery são frequentemente aventureiras, imaginativas e determinadas e adoram a natureza, tal como a própria escritora. Muitas vezes, não têm mãe ou são orfãs, como é o caso da sua protagonista mais famosa. Os seus romances são aquilo a que se pode chamar "romances reconfortantes" e com uma prosa cujas descrições são riquíssimas e de uma enorme beleza. Como já referi, todos menos um são passados na sua querida Ilha do Príncipe Eduardo. Não vale a pena dar uma ideia da história do seu romance mais conhecido, "Anne of Green Gables", pois a série é-lhe tão fiel que a maior parte de vocês já conhece a história e quem não conhece pode ficar com uma ideia lendo o post que fiz sobre a série e que se encontra no início do blog. Quanto às continuações, ou seja, aos outros livros sobre Anne, eles seguem a protagonista através da sua vida adulta, em que, apesar da sua maturidade, ela ainda mantém muitas das boas características da menina do primeiro livro (como, por exemplo, a sua imaginação), características essas que cativam tanto o leitor e fazem dela uma personagem especial. Deixo-vos agora os títulos de todos os seus romances, por ordem cronológica: Anne of Green Gables, Anne of Avonlea, Kilmeny of the Orchard, The Story Girl, The Golden Road, Anne of the Island, Anne’s House of Dreams, Rainbow Valley, Rilla of Ingleside, Emily of New Moon, Emily climbs, The Blue Castle, Emily’s Quest, Magic for Marigold, A Tangled Web, Pat of silver Bush, Mistress Pat, Anne of Windy Poplars, Jane of Lantern Hill, Anne of Ingleside.


Para quem queira ler alguma coisa da autora, os livros podem ser comprados através de sites estrangeiros, como, por exemplo, a http://www.amazon.co.uk/ (para edições em Inglês) ou, no caso de quem tenha mais facilidade em Francês, da http://www.amazon.fr/ ou http://www.fnac.com/ . Note-se que os livros também estão editados noutras línguas para além do Inglês e do Francês. É ainda de referir que, por vezes, até aparecem nas nossas Fnacs portuguesas edições em Inglês. Foi numa das Fnacs de Lisboa que, já há uns bons anos, comprei "Anne of Green Gables" e as suas continuações.

Nota: Este post foi inicialmente publicado no dia 19 de Outubro. No entanto, achei que seria boa ideia subi-lo e pô-lo novamente mais à vista, já que há muitos fãs da "Ana dos Cabelos Ruivos" em Portugal que certamente têm interesse na escritora que criou a personagem. Ora este post passou um pouco despercebido (o que não era minha intenção), já que, logo de seguida, acabei por publicar outros posts, por várias razões.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Antes de mais, peço desculpa de novo por fugir ao tema do Animania Pura neste post que agora estou a começar. Será um post rápido e escrevo-o apenas para deixar algumas informações às pessoas daqui que me contactaram por mail, por exemplo, e se mostraram interessadas no meu livro e no seu lançamento. Queria dizer a essas pessoas que, em http://afantasticaaventuradosanoesdaluz.blogspot.com/ , já podem encontrar novidades (fotografias do lançamento, a possibilidade de adquirir o livro através desse mesmo blog, entre outras curiosidades).
Aproveito para agradecer a todas o seu interesse.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Olá a todos!

Em primeiro lugar, quero pedir desde já desculpa por este post, uma vez que ele vai fugir ao tema do blog. Acabei por decidir incluí-lo, abrindo assim uma excepção, pois, embora não seja sobre animação, talvez possa interessar a algumas pessoas. Serei o mais breve possível.

Queria dizer-vos que vou editar um livro de fantasia, intitulado "A fantástica aventura dos Anões da Luz - Em busca de Sulti".
O site do livro é o seguinte:
Se alguém tiver curiosidade em saber mais sobre o livro, poderá satisfazê-la indo ao site!

Deixo-vos a capa:


segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Homenagem à actriz Emília Silvestre, que, entre outras dobragens, deu voz, de forma inesquecível, à maravilhosa Ana da série "Ana dos Cabelos Ruivos"


Há muito tempo que tinha o desejo de fazer uma homenagem a esta actriz. A sua interpretação na dobragem de "Ana dos Cabelos Ruivos", em que dá voz à Ana, é inesquecível e foi marcante para mim. Simplesmente não consigo imaginar essa personagem, tão querida para mim, sem essa voz maravilhosa que espelha tão bem a alma da personagem. A voz de Emília Silvestre e a sua interpretação da Ana são, na minha opinião (e na de muitos fãs da série que falaram comigo sobre isso) absolutamente perfeitas: a voz da Ana é a voz da actriz, não podia ser outra. Quero ainda realçar como Emília Silvestre conseguiu fazer tão bem a diferença entre a Ana pequenina e a Ana já jovem adulta.

Quanto às outras dobragens que esta actriz fez (entre as quais se encontram "A Família Trapp", "A Chamada dos Gnomos", "Novos Esquilos" ou "O Meu Pequeno Pónei"), foram todas muitíssimo bem feitas também. Chamo a atenção para o facto de a voz do Alvin, de "Novos Esquilos", ser feita por ela! ;-)



Por tudo isto, pedi ao Desenhos Animados que me fizesse esta homenagem em vídeo (agradeço-lhe imenso por tê-la feito e por ter tido em conta os aspectos que eu tinha em mente).

Queria deixar aqui, juntamente com a homensagem, um grande MUITO OBRIGADA a Emília Silvestre, muito obrigada esse que se dirige tanto ao que já foi dito atrás como ao facto de ela ter voltado a dobrar o primeiro episódio da "Ana dos Cabelos Ruivos", o qual não foi possível reaver na dobragem antiga. Sem isso, a edição da série que a PlanetadeAgostini fez recentemente não seria a mesma e o primeiro episódio não teria a mesma magia.




Homenagem ( partes 1 e 2):








quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Homenagem ao actor Canto e Castro, que fez tantas vozes nas dobragens das "nossas" séries


Quem se lembra, por exemplo, da voz do ganso Aka, da série "Nils Holgersson", da do senhor Morton, da "Flora", ou da do gafanhoto da "Abelha Maia" (essa não está neste vídeo, porque é muito difícil de arranjar)? As vozes destas personagens, assim como de tantas outras que vão encontrar neste vídeo e de outras que não estão aqui, foram feitas pelo actor Canto e Castro. Aqui fica uma pequena homenagem a este grande actor, cuja voz, uma vez ouvida em alguma destas dobragens, é impossível de esquecer.





Quero agradecer ao Desenhos Animados (a quem já pedi para me fazer tantos vídeos com excertos das minhas cassetes antigas) por me ter disponibilizado este, que eu não pedi e que ele pôs já há uns dias no seu blog http://desenhosanimadospt.blogspot.com/ (ou seja, é de lá que é o "vídeo original"). Muito obrigada! =)

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Excerto da série FÁBULAS DA FLORESTA VERDE


Já há algum tempo, falei desta série que passou cá na RTP, nos finais dos anos 80/inícios dos 90. Pude ver que muita gente tem saudades dela. Hoje, trago-vos um excerto de um dos episódios, para matar um pouco as saudades de quem a viu e dar a conhecer aos que gostam dos animes da época e não a conhecem.
Divirtam-se! :)



Que tal foi rever as "Fábulas"? Deixem os vossos comentários!

terça-feira, 30 de setembro de 2008


GAKE NO UE NO PONYO/ PONYO ON A CLIFF , de Hayao Miyazaki


Há já algum tempo, desde que li que teríamos um novo filme de Miyazaki para breve, que fiquei com imensa vontade de saber mais sobre ele. Como nos últimos tempos tenho andado extremamente ocupada com um projecto pessoal, andava a esquecer-me de ir ver se já havia mais informação sobre este filme. Agora lembrei-me, graças ao blog http://anime-comic.blogspot.com/ , e só vos digo que o resultado da pesquisa me deixou muitíssimo bem impressionada (se bem que eu não estava à espera de outra coisa, vindo o filme de quem vem) e ansiosa para ver Gake No Ue No Ponyo aparecer por cá (o que, infelizmente, se calhar ainda demora...).


Não só não vi o filme e por isso não sei, obviamente, muito sobre a história, como, mesmo que soubesse, não quereria estragar o visionamento a quem o for ver. Logo, deixarei aqui só uma ou duas ideais sobre a história de Gake No Ue No Ponyo, apenas para "abrir o apetite"
Este filme conta a história de um menino, Sōsuke, e de Ponyo, uma criaturinha aquática, pertencente a um reino marinho. Os seus caminhos cruzam-se quando Ponyo decide fugir de casa... E é aí que a aventura começa.

Gake No Ue No Ponyo parece ser um filme extremamente imaginativo, que nos faz sonhar (de resto, isto é característica de Miyazaki), com uma animação cheia de detalhes e cores que parecem combinar muito bem com os cenários aquáticos da história. Sinto sempre que os filmes de Miyazaki têm algo (ou muito) de conto de fadas "moderno" (sem que, claro, este moderno tenha a conotação negativa que às vezes se lhe dá) e este não parece fugir a isso. A história promete ser mágica.


Aqui fica um trailer:




sexta-feira, 26 de setembro de 2008



Já que tão recentemente foi editada em DVD a série ANA DOS CABELOS RUIVOS, lembrei-me que talvez fosse giro criar aqui um pequeno espaço em que pudéssemos discutir a série. Por isso, aqui fica um post para que quem já viu/reviu ou está a ver/rever a ANA DOS CABELOS RUIVOS possa deixar os seus comentários sobre como foi ou está a ser ver a série, assim como outros comentários sobre a história, as personagens, um episódio em especial de que queiram falar, uma personagem que vos marcou por alguma razão, um momento (ou momentos) que vos tenha tocado especialmente, etc...! Se quiserem, podem falar também sobre a dobragem, que sei que tanta gente ansiava por voltar a ouvir! Portanto, agora é com vocês! ^_^
Digam de vossa justiça! ^_^


quinta-feira, 25 de setembro de 2008

LISTA DAS SÉRIES JÁ EDITADAS EM PORTUGAL

Creio que, num blog como este, faz todo o sentido colocar aqui uma lista das séries antigas que estão editadas em Portugal, uma vez que calculo que alguns visitantes estejam interessados em "recuperar" as séries de animação antigas e nem sempre devem saber de tudo o que já está editado.
Vou então fazer aqui uma lista actualizada das séries que, até à data (a não ser que me tenha escapado alguma coisa, o que pode ter acontecido, embora ande sempre muito atenta), estão a ser ou foram editadas aqui em Portugal. Junto do nome das séries, indico também qual a editora, para que possam mais facilmente procurar as séries e pedi-las nas lojas. Indico também se a série já está toda editada ou não. Nos casos em que as edições tenham as dobragens com que as séries passaram na RTP, naquela época, também indico.


Aqui vai então:

ANA DOS CABELOS RUIVOS - editada pela PlanetadeAgostini (série completa); nota: a edição tem a dobragem portuguesa antiga, com que a série cá passou na RTP.
TOM SAWYER - editada pela New Age Entertainment (série completa) e pela PlanetadeAgostini (série completa também, mas em vários volumes)
CONAN, O RAPAZ DO FUTURO - editada pela New Age Entertainment (série completa) ; nota: esta edição traz também a opção de ouvir os episódios em Japonês, com legendas. ; 2ª nota: pelo menos a edição em packs (os DVDs também são vendidos em separado) está, de momento, esgotada.
ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS - editada pela Prisvídeo (3 volumes até à data deste post) e pela PlanetadeAgostini (série completa) ; nota: tanto uma edição como a outra têm a dobragem antiga, com que a série cá passou na RTP.
BANA E FLAPI (também cá passou com o nome de PUCHI) - editada pela New Age Entertainment (série completa)
HEIDI - editada pela Prisvídeo (série completa, tanto em volumes separados como numa caixa) ; nota: a dobragem é antiga.
MARCO - editada pela Prisvídeo (tal como com a HEIDI, série completa, tanto em volumes separados como numa caixa); nota: a dobragem também é antiga.
O PANDA TAO-TAO - está a ser editada (e a série ficará completa) pela PlanetadeAgostini; há ainda a acrescentar que a Prisvídeo começou a editar também, mas a série não ficará completa - existem apenas os 15 primeiros episódios (sendo que saltaram o episódio nº 7, que não consta nestes DVDs); nota: tanto nos DVDs de uma editora como da outra, a dobragem também é a antiga, aquela com que a série cá passou na RTP.
BOCAS - editada pela Prisvídeo (os primeiros volumes têm a dobragem antiga, com a voz de Canto e Castro, e os últimos têm uma dobragem nova);
RUI, O PEQUENO CID - editada pela New Age Entertainment (série completa)
JACKY E JILL - editada pela Prisvídeo (2 volumes até à data deste post) e pela PlanetadeAgostini (série completa); nota: neste caso, excepcionalmente, não sei dizer se a série tem a dobragem antiga ou não.
ZORRO - editada pela Prisvídeo (até à data deste post, 3 volumes); nota: a dobragem é a antiga, a que conhecemos.
SINDBAD - editada pela Prisvídeo (2 volumes até à data deste post)
DARTACÃO - Editada pela Prisvídeo, com a dobragem portuguesa antiga, da RTP (3 volumes até à data - por várias razões, parece ser das poucas edições de séries de anime que esta editora vai levar até ao fim, ainda que entre um volume e outro esteja a demorar imenso tempo; no entanto, quem quiser fazer pressão junto da Prisvídeo para que eles lancem mesmo até ao fim, não perde nada, pois com esta editora nunca se sabe no que diz respeito a séries de anime...); em tempos, houve também 1 volume editado pela LNK, mas ficou por aí e já nem se costuma ver esse volume à venda.
WILLY FOG, A VOLTA AO MUNDO EM 80 DIAS - praticamente o mesmo que disse em relação ao Dartacão; só há duas diferenças: a LNK não lançou nenhum volume e a edição da Prisvídeo tem uma dobragem antiga, mas não a mais antiga.
ABELHA MAIA - editada pela Prisvídeo (6 DVD's, ou seja, 30 episódios da 1º série; a dobragem é recente) e pela RBA (35 dvds, o que corresponde à 1º série completa e alguns episódios da 2ºsérie; a dobragem também é recente, mas não é a mesma dobragem da Prisvídeo).
PINÓQUIO (a série) - editada pela Prisvídeo (cerca de 3 volumes - note-se que estes DVD's têm os episódios salteados e, por vezes, a qualidade da imagem é má)
O URSINHO MISHA - editada pela New Age Entertainment (série completa); nota: esta edição traz também a opção de ouvir os episódios em Japonês, com legendas.
PEDRITO E OS SEUS AMIGOS (PETER RABBIT) - editada pela Prisvídeo



P.S - Se alguém tiver alguma coisa a acrescentar ou corrigir a esta lista, por favor diga-me!

quarta-feira, 24 de setembro de 2008


Criei este blog com vários objectivos, sendo um dos quais a divulgação das séries e filmes de animação dos anos 80, finais dos 70 e princípios dos 90, que tantas saudades deixaram no nosso país. É também meu objectivo, através do Animania Pura, prosseguir e melhorar o que comecei a fazer num antigo blog. Assim sendo, um outro objectivo é tentar recuperar as séries e filmes da época em questão (e as suas dobragens portuguesas originais). Para isso, esforçar-me-ei por fazer chegar a voz dos fãs dessa animação a quem edita DVD's em Portugal (tanto através da própria actividade deste blog, como contactando editoras, fazendo petições, etc...). Ainda com o mesmo objectivo de tentar recuperar essas séries (sobretudo) e filmes, pretendo criar aqui um espaço que possibilite, de várias formas, que os fãs da referida animação possam rever (ou ver, no caso de nunca terem visto) séries da época em questão, que não sejam editadas e que eu possua (gravei várias em VHS e tenho estado a passá-las para DVD). Nesse sentido, através deste blog procuro também quem tenha gravado em VHS episódios que me faltam das séries que gravei ou de outras das épocas referidas, para tentar pôr as mesmas ao dispôr do grande número de fãs que elas têm no nosso país.
Por fim, o Animania Pura pretende também divulgar séries e filmes de anime mais recentes, mas que mantenham a qualidade a que nos habituámos em grande parte dos animes das décadas que referi no início do post, até porque esses animes de qualidade actuais passam muitas vezes despercebidos em Portugal, uma vez que os muitas vezes chamados "4 canais" não os transmitem e a T.V Cabo passa muito poucos.
______________________________________________________________
Nota: Este post estará aqui apenas nos primeiros tempos do Animania Pura e somente porque, num blog, são os posts mais recentes os que estão mais visíveis. Passado esse tempo, tirá-lo-ei daqui e ele passará a estar só no início do blog.
FIM DOS POSTS QUE FIZ NO MEU ANTIGO BLOG E QUE, POR SEREM DA MINHA AUTORIA, TROUXE COMIGO PARA CÁ


A partir deste momento, os posts que vão surgir são novos, feitos já aqui.
Novo site ANIME in PT

Queria divulgar este excelente novo site, onde encontramos uma lista de todos os animes que passaram em Portugal. Por agora há coisas que lá faltam, como é natural, e, se desejarem e souberem informações que possam ser lá incluídas, até podem mandar um mail à autora. Mas ela explica tudo isto no site.
Acho que foi uma óptima ideia da autora fazer este site e que será muito útil a todos aqueles que gostam de anime. Ficam desde já aqui os meus parabéns à Misato, nome pelo qual ela é conhecida na net.

Deixo-vos o link aqui:

http://minis.home.sapo.pt/animePT/index.html
Série TAO TAO em DVD, com a dobragem que passou na RTP!

Pois é, trago mais uma óptima notícia para os fãs das séries de anime que foram transmitidas em Portugal nos anos 80 e princípios dos 90: a série TAO TAO está a ser integralmente editada pela PlanetadeAgostini e terá a dobragem da RTP, o que decerto vai ser uma delícia para todos aqueles que não imaginam as personagens com outras vozes. O primeiro volume foi posto à venda no dia 1 de Setembro.
Desde criança que acho esta série muito bonita, pelas histórias, que são adaptações de contos orientais (e não só), nas quais mergulhamos num mundo de fantasia, pelos valores nelas transmitidos e pela animação, que tem cenários que fazem lembrar a pintura chinesa e japonesa. Por tudo isto e porque sei que há muita gente que viu a série nos anos 80 e gostava de a rever, a PlanetadeAgostini está de parabéns.
Aqui fica o link para a página do site deles onde podem ler sobre a edição de TAO TAO: http://www.planetadeagostini.pt/colecionavel/tao-tao.html


Deixo-vos também o genérico que cá passou na televisão (e que estará nos DVDs):




P.S - Uma nota que, embora não seja sobre anime, não resisto a fazer, pois gosto muito da série e de certeza que não sou a única (poderei sempre dar a desculpa de que também é sobre uma série antiga, que deixou muita gente com saudades, pelo que não está assim tão longe da temática do blog ;-) ! ): a PlanetadeAgostini vai também editar as 9 temporadas de "Uma Casa na Pradaria", assim como os 3 filmes que se seguiram às 9 temporadas da série. :-D Aqui fica o link para a página deles sobre a edição: http://www.planetadeagostini.pt/colecionavel/uma-casa-na-pradaria.html

Vídeo com mais créditos finais de séries de anime antigas


Entre os créditos finais que encontrarão aqui, estão os de "David, o Gnomo", "Alice no País das Maravilhas", "O Panda Tao Tao", "Zorro" e "O Ursinho Misha". . Divirtam-se! :)
Mais uma vez, quero agradecer a colaboração ao fã destes animes que fez este vídeo.
Pelas razões que já referi no último post com genéricos, quero ainda informar aqui que algumas destas séries já têm edição portuguesa (total ou parcial).
"O Panda Tao Tao" e o "Zorro" começaram a ser editadas pela Prisvídeo, sendo que existem à venda 5 volumes da primeira (o último volume saiu muito recentemente) e 3 da segunda. Ambas têm a dobragem portuguesa com que passaram na televisão. Só esperemos que a Prisvídeo não deixe as séries a meio...
Quanto à "Alice no País das Maravilhas", a PlanetadeAgostini editou a série completa e a Prisvídeo lançou grande parte dela (os dvds não são é muito fáceis de encontrar, creio...). Também neste caso tanto uma edição como outra têm a dobragem portuguesa com que a série passou na RTP.
"O Ursinho Misha" foi editado por cá na totalidade pela New Age Entertainment. São 4 volumes e a série pode ser ouvida em Japonês, com legendas, e também numa dobragem portuguesa feita agora (pelo que sei, como tantas outras dobragens da RTP - infelizmente, a maioria -, a dobragem portuguesa original ou anda perdida ou foi para o lixo... Eu já nem vou comentar aqui este assunto lamentável...).
Aqui fica o vídeo:


Vídeo com mais genéricos de séries

Aqui têm mais um vídeo para relembrarem outros genéricos, entre os quais os de "Conan, o Rapaz do Futuro", "Perrine", "A Senhora Pimentinha" e "Bocas".
Aproveito para informar (pelo que percebo há pessoas para as quais estas informações são úteis) que já há edição portuguesa de "Conan, o Rapaz do Futuro". A editora é a New Age Entertainment e são duas caixas, cada uma com 3 dvds, sendo que os 6 dvds da série também são vendidos em separado. Têm duas opções de áudio: Japonês, com legendas em Português, ou dobragem portuguesa. Já existe também edição de "Bocas", cuja editora é a Prisvídeo.
Quero ainda agradecer a colaboração ao fã que fez este vídeo, tal como outros que já aqui pus.
Divirtam-se com os genéricos! :)


Há uns tempos, fiz aqui um conjunto de posts com as letras portuguesas dos genéricos das séries de anime antigas. Venho agora retomar isso, trazendo desta vez a letra da canção final da "Flora"/"Família Robinson", cuja letra do genérico já pus aqui no blog nessa altura de que vos falei.


Letra da canção final de FLORA




Flora, bonita, Flooora…
Não te quero ver triste assim a ouvir o mar,
Mesmo que algum amigo pareça chamar!
Há dias em que as saudades nos fazem ouvi-los chamar...
Flora, p'ra quê chorar?
Flora, põe o olhar no horizonte,
Sabe que um dia um navio pode passar!
Flora, vai acenar no cimo do monte,
sabe que um dia um navio irá chegar!
Flora, bonita, Flooora…
ESPAÇO PARA COLOCAR E COMENTAR LINKS DE ANIMES

Seguindo a sugestão de um visitante, aqui fica um espaço para colocarem links de animes antigos e comentá-los uns com os outros.

Divirtam-se! :)
Excerto da série "Joaninha"


Aqui têm o início do primeiro episódio da "Joaninha", tirado das cassetes que gravei na altura em que a série passou na RTP e que já estão passadas para DVD.
Espero que saiba bem relembrar a série (para quem a viu na altura) e que se divirtam com o excerto! :)


O LAGO DOS CISNES


Na época em que na RTP passavam as séries de anime de que aqui temos falado, nos clubes de vídeo, entre outras "pérolas", encontrávamos o filme "O Lago dos Cisnes", um anime produzido em 1978 e de seu título original "Hakuchou no Mizuumi". É de referir que este filme, cuja banda sonora é exactamente o maravilhoso bailado "O Lago dos Cisnes", do famoso compositor Tchaikovsky, ganhou um prémio no Festival de Cinema de Moscovo.



O bailado de Tchaikovsky é inspirado numa antiga lenda alemã. Por sua vez, o filme é, no geral, fiel ao bailado, mantendo uma atmosfera séria e sombria (ainda que haja personagens cómicas, como os dois esquilos Hans e Margarita), que condiz muito bem com a belíssima música.


A história começa quando o príncipe Siegfried, num passeio a cavalo, encontra um cisne que usa uma coroa. Algo na ave atrai o príncipe, que decide por isso seguir o animal e descobre assim que ele é, na verdade, uma princesa (Odette), a qual fora enfeitiçada e que, por isso, durante o dia se transforma num cisne. Só o Amor Verdadeiro pode quebrar o feitiço de Odette...

Este filme, pela sua beleza, ficou na recordação de muita gente que o viu na altura em que estava disponível nos clubes de vídeo do nosso país. Recentemente, surgiu uma edição portuguesa em DVD, da editora New Age Entertainment.



Deixo-vos aqui um trailer do filme:







Hoje, trago-vos mais um excerto de uma série que cá passava na RTP nos finais dos anos 80/princípios dos 90. Lembram-se do "Bouli"? Aqui fica um excerto!
Uma curiosidade: reparem que há muitas vozes conhecidas, de actores que deram a sua voz a personagens daquelas séries de que já muito aqui falámos e que fizeram tanto sucesso entre nós. É interessante reparar nisso e tentar ver a que personagem nossa conhecida é que a voz x ou y corresponde. :)


PINÓQUIO

"Pinóquio" foi o segundo filme de longa duração da Disney e, por mais que os anos passem, também este filme, tal como outros da Disney e as séries de que aqui temos falado, não sai da memória de quem o viu. Na época em que víamos as nossas séries de anime na RTP, estavam a ser postos à venda e para aluguer os vários clássicos da Disney, com dobragens brasileiras que, deve dizer-se, eram muito boas. "Pinóquio" não foi excepção. Também ele apareceu em VHS nessa altura e assim tivemos acesso à sua magia.

O filme é uma adaptação muito bem conseguida pela parte de Walt Disney do famoso romance de Carlo Collodi "As Aventuras de Pinóquio".

Disney, com o seu talento para passar contos de fadas ou romances clássicos de literatura infantil para o ecrã, fez com que a sua imagem do Pinóquio se tornasse naquela que nos aparece na cabeça sempre que nos falam da personagem.

Todos devem conhecer a história, por isso creio que não faz sentido fazer aqui uma apresentação da mesma. Limitar-me-ei a fazer alguns comentários sobre o filme.
Esta longa-metragem tem mensagens, assim como cenas e imagens, claramente dirigidas às crianças. No entanto, é curioso que "Pinóquio" cativa também os adultos. As mensagens de que falava atrás são, por exemplo, que mentir não está certo, ensinamento que encontramos nas cenas em que Pinóquio mente a respeito do que fez e, em consequência disso, o seu nariz cresce. A personagem do Grilo Falante é também muito interessante, pois representa a consciência de Pinóquio. É curioso que, logo no início do filme, Pinóquio pergunta ao grilo o que é a consciência e este diz-lhe que é uma vozinha dentro de cada um que diz o que está certo e o que está errado; porém, aqui a consciência é mais visível e mais marcante, já que o grilo lhe dá corpo, e o facto de ser mais visível e marcante faz as crianças entenderem melhor a sua importância. A parte do filme em que Pinóquio e outros meninos se entregam ao prazer fácil e desregrado, na Ilha dos Prazeres, começando a transformar-se em burros graças a isso, contém também uma mensagem forte. Pode talvez ser dito que Disney está a fazer os espectadores compreenderem que fazerem só o que lhes apetece, sem pensarem se está certo ou errado e/ou deixando de fazer outras coisas importantes, mas que podem não lhes dar tanto prazer ou pelo menos um prazer tão imediato, torna-os pessoas piores. Atrevo-me a dizer que, no mundo de hoje, mensagens como estas fazem falta às nossas crianças, pelo que penso que este filme devia ser visto pelas mesmas (creio que já disse neste blog o mesmo em relação a outros filmes e séries e, se não disse, devia tê-lo feito).
Em seguida, deixo-vos três cenas do filme com a dobragem brasileira com que o vimos (são tudo cenas em que há uma canção, não foi possível pôr cenas não cantadas, mas creio que isso não será um problema, pois estas são cenas que decerto vos ficaram na memória e que vão, por isso, gostar de ver de novo):





Deixem os vossos comentários!
Hoje trago aqui uma pequena curiosidade... Quem se lembra deste desenho animado? ;)


Manga "Emma"


No post anterior sobre a série "Victorian Romance Emma", falei-vos de passagem da manga de onde a série foi adaptada. Dado o interesse de alguns visitantes e também o gosto que tenho sentido ao ler a manga, decidi fazer um pequeno post sobre ela e incluir um vídeo do youtube que mostra algumas páginas da manga.
Como já vos disse, "Emma" é da autoria (argumento e desenhos) de Kaoru Mori. A autora, que é uma fã da Inglaterra e do séc. XIX inglês, criou a Londres de finais desse século com todos os detalhes. O resultado foi uma manga com rigor histórico, belos desenhos e uma história cativante. No Japão, a manga "Emma "gerou um culto tal que, entre outras coisas, há até um site que vende o traje de Emma.
Não vale a pena fazer-vos uma apresentação da história, pois já fiz uma apresentação da do anime no post anterior e, como já foi dito, o anime é uma adaptação da manga. Resta dizer que "Emma" recebeu um prémio, o Excellent Prize, em 2005, no Japan Media Arts Festival.

Aqui ficam imagens dos volumes 4 e 5 da manga "Emma":




Aproveito para vos deixar aqui um AMV sobre a série, pois acho que ele dá a conhecer um pouco o espírito da mesma:

"As Aventuras da Pequena Sereia"


Este é mais um desenho animado baseado num clássico da literatura, desta vez no conto "A sereiazinha", de Hans Christian Andersen, escritor mundialmente conhecido pelos seus maravilhosos contos de fadas. Este conto tem sido, aliás, adapatado várias vezes, desde o filme da Disney "A Pequena Sereia" até a um episódio de uma série japonesa (que tambem cá passou na antiga RTP), a qual contava, em cada episódio, um conto de fadas (dos mais conhecidos em todo o mundo).


Aqui fica o genérico, para relembrarem!





Excerto do filme O Cão de Flandres


Há algum tempo, fiz aqui um post sobre este filme, que (surpreendentemente, diria eu) a Prisvídeo editou recentemente, como também mencionei na altura. Hoje, deixo-vos aqui um excerto, para algumas pessoas que possam ter ficado na dúvida se haviam de comprá-lo e vê-lo ou não poderem decidir com mais dados. Quero ainda agradecer a quem fez o excerto.
Não vou falar aqui novamente sobre o filme, pois seria uma repetição. No entanto, para quem possa eventualmente querer ler o post sobre o mesmo, podem encontrá-lo mais para trás.
VICTORIAN ROMANCE EMMA
Não resisto a partilhar convosco esta minha recente descoberta, que me está a entusiasmar bastante. Apenas por acaso, no outro dia encontrei na net referências e imagens de uma série de anime recente e estou muito satisfeita com esse acaso, pois parece-me uma série muito bem feita, com uma história muito interessante e bons desenhos. Hoje em dia, chegam até nós pela televisão séries que não têm, no geral, grande qualidade e lembramos muito a qualidade de certas séries antigas. Ora já deu para perceber que esta série, "Victorian Romance Emma", é uma das séries recentes que têm bastante qualidade a todos os níveis.



A história passa-se em Inglaterra, nos finais do séc. XIX, e tem como personagem principal Emma, uma jovem, que é empregada na casa de uma antiga perceptora. Um dia, William, que pertence a uma classe mais alta que a de Emma, visita a casa da sua antiga perceptora... E é a partir daí que tudo começa. William e Emma apaixonam-se... Numa época em que as diferenças de classes constituíam uma complicada barreira, o amor dos dois é proibido...

A série é adaptada de uma manga (B.D japonesa) chamada "Emma", da autora (argumento e desenhos) Kaoru Mori. A manga, de resto, também me parece excelente.

Aqui fica um vídeo promocional da série (este vídeo é da primeira temporada, há uma segunda temporada), para vos dar um "cheirinho":



P.S - Já consegui descobrir que a série será lançada em breve nos Estados Unidos (já está anunciado o lançamento na Amazon.com) e essa edição, claro, terá legendas em Inglês (estou ansisosa por esse lançamento, quero muito ver a série) . Há também alguns episódios no Youtube, mas infelizmente são da segunda temporada. Quanto à manga, ela pode ser comprada (em Inglês) no Reino Unido (através da amazon.co.uk, por exemplo) e também nos Estados Unidos, estando à venda na amazon.com. Eu já comprei três dos sete volumes, não resisti :-p ! Mandei vir da amazon.co.uk e chegou na segunda-feira, pelo que já comecei a ler e posso dizer-vos que estou a adorar. Recomendo a toda a gente.

"David, o Gnomo"

Esta série, que passou na RTP nos anos 80/90 e teve também uma edição completa em VHS, a qual se encontrava nos clubes de vídeo da época (e que eu aluguei várias vezes, por acaso), foi extraída de um livro chamado "O Livro Secreto dos Gnomos". Houve também uma outra série, creio que posterior, que foi buscar as suas ideias a esse livro. Chamava-se "A Chamada dos Gnomos" e o desenho das personagens, assim como o género de história e o seu "espírito", eram, aliás, muito parecidos com "David, o Gnomo".

Com uma mensagem importante de respeito, preservação e valorização da Natureza, "David, o Gnomo" conta a história de David, um gnomo muito simpático que é médico e que viaja, por isso, por todo o mundo, para ajudar os animais que precisam dele. Outras personagens da história são Lisa, a sua mulher, a raposa Swift, na qual David viaja para todo o lado, e os três trolls, que complicam a vida do gnomo e de outras personagens em vários episódios.

Aqui fica o genérico da série, tal como passou na televisão portuguesa:

P.S - Para quem possa estar interessado nesta informação (algumas pessoas perguntam-me se há edições das séries de desenhos animados), esta série está editada em Inglaterra, com o nome de "David, the Gnome" e também em Espanha, onde o título é "David, el Gnomo". Ambas são fáceis de comprar através da Internet. A inglesa podem comprá-la através da amazon.co.uk e, como todas as encomendas da amazon inglesa, chega a vossa casa no terceiro dia a contar do dia em que fazem a encomenda (posso dizer-vos isto, porque faço muitas compras na amazon inglesa). Quanto à espanhola, embora eu nunca tenha encomendado nada de Espanha, é com certeza uma questão de procurarem sites onde possam comprar a série (há inclusive uma Fnac espanhola, que isso eu sei).

Vídeo sobre a personagem Milady, da série "Os Três Mosqueteiros": "Milady... between Heaven and Hell..."
(atenção, contém spoilers, quem não viu a série e a quer ver não veja este vídeo)
Milady, como já foi falado aqui tantas vezes, é uma personagem complexa e, por isso mesmo, muito interessante. Ela é a vilã que todos adoramos odiar e isso não é por acaso. Creio que este vídeo (obrigada à fã da série que o fez e mo "deu" para pôr aqui) dá a entender por que razão os fãs dos "Três Mosqueteiros" costumam achar a Milady a vilã ideal.
Divirtam-se com o vídeo! :)


Série de animação Luluzinha

A personagem da Luluzinha é amplamente conhecida. A Banda Desenhada desta personagem foi criada por Marjorie Henserdon Buell, mais conhecida como Marge, em 1935. Desde aí, foram feitas algumas séries de desenhos animados ao longo dos anos e uma delas foi esta, que por cá passou na RTP 1 e que muitos de nós por certo recordamos. A série, tal como na B.D, apresenta uma menina malandra e esperta, que está sempre a meter-se em confusões e aventuras com o seu grupo de amigos, entre os quais está Bolinha, que se tornou também muito famoso na B.D e que está também muito presente nesta série.

É o genérico português (agradeço ao fã que tornou possível pô-lo aqui) desta série que vos trago hoje. Espero que se divirtam com ele! :)

Créditos finais de séries de anime antigas
No vídeo que se segue, encontram os créditos finais de algumas das mais famosas e estimadas séries de anime antigas, entre elas "Os Três Mosqueteiros", a "Ana dos Cabelos Ruivos", o "Tom Sawyer" (que são das preferidas dos visitantes do blog, pelo que tenho visto), "A Família Robinson"/"Flora", "Dartacão", "Willy Fog - A volta ao mundo em 80 dias"e "Belle e Sebastião". O meu agradecimento a quem tornou possível este vídeo estar aqui.
Penso que muitos de vocês encontrarão aqui mais alguns momentos de que tinham saudades e que lhes dizem muito, pois estão presentes neste vídeo os créditos finais de séries fantásticas. Os créditos finais eram o momento em que, quando as séries passaram na nossa infância, nos despedíamos das personagens até ao próximo dia em que a série dava e ficávamos a imaginar, por vezes num clima de suspense e com "água na boca", como evoluiria a história no episódio seguinte. Por isto e não só, penso que vos dará bastante prazer rever estes créditos finais.
Divirtam-se! :)


Histórias cássicas da Disney
Já aqui fiz dois posts sobre filmes clássicos da Disney, pois é uma animação que, para além de ser muito boa e merecer só por isso que lhe dedique posts, fez também parte do nosso imaginário de crianças. Hoje trago-vos um vídeo que é um pequeno "apanhado" de vários filmes da Disney, sendo até explicado no vídeo algo interessante: os contos de fadas ou romances em que se baseiam grande parte desses filmes foram escritos por autores europeus. Como conheço e li quase todos eles posso até acescentar esta informação, que pode ser interessante para sabermos onde a Disney foi buscar essas histórias maravilhosas: "A Bela Adormecida" e "Cinderella" são contos escritos por Charles Perrault, um escritor de contos de fadas francês, "Peter Pan" é um livro do escritor inglês J. M. Barrie, "Alice no País das Maravilhas" é um romance de Lewis Carroll, um famoso escritor inglês do séc. XIX, "Branca de Neve" é um conto dos famosos Irmãos Grimm, que eram alemães, e "Pinóquio" é um romance de Carlo Collodi, um escritor italiano também do seculo XIX.
As hitórias escritas por estes talentosos escritores são lindíssimas e Disney soube captar a sua magia e transportá-la para o ecrã de uma forma maravilhosa, criando tesouros que encantam tanto crianças como adultos.
Aqui fica o vídeo:



Excerto da série de animação "Willy Fog - a volta ao mundo em 80 dias"
Já aqui fiz um post com informação sobre esta série, adaptada do clássico de Júlio Verne "A Volta ao Mundo em Oitenta Dias". Hoje trago-vos um excerto dela com a mais antiga dobragem dos anos 80, que, pelo menos para mim, é a dobragem portuguesa, ou seja, é a dobragem que me ficou sempre na cabeça. Aliás, agradeço imenso ao fã que conseguiu arranjar episódios com esta dobragem, que é uma raridade.
Fui alugar as cassetes do "Willy Fog" com esta dobragem tantas vezes ao clube de vídeo! Gostava tanto desta série (gostava e gosto, por isso comprei há uns anos a edição inglesa)! A quem aconteceu o mesmo, quem também alugava as cassetes com esta dobragem?
Divirtam-se com o excerto! :)

AMV da série de anime "LADY OSCAR"
Trago-vos hoje mais um vídeo sobre a complicada relação de pai e filha na série "Lady Oscar". É muito interessante este aspecto da relação da Oscar e do seu pai, ela retrata tantas relações de pais/mães e filhos(as) da vida real: a frustração e descontentamento do pai ou mãe pelo facto de o filho(a) não ser aquilo que eles tinham imaginado (no caso da Oscar, porque o pai queria um filho para seguir a sua carreira militar e não uma filha), a tentativa, por parte do pai ou da mãe, de transformar, de forma repressiva, esse filho(a) naquilo que ele/ela deseja, a violência que todo este processo implica, o sofrimento por parte do filho(a), etc...
Aqui fica o AMV (obrigada a quem o fez), divirtam-se!

Deixem os vossos comentários! :)

Vídeo de homenagem à actriz Teresa Sobral


Aqui têm um vídeo de homenagem a esta actriz, que fez vozes em "A Família Robinson", "Nils Holgersson", entre outras séries. No início do vídeo está um excerto de uma qualquer série ou telenovela portuguesa que eu não faço ideia o que seja, mas em que entra a actriz. Assim poderão vê-la e ouvi-la e reconhecerão melhor a sua voz nos excertos das séries de animação que se seguem.



Excerto de "Novos Esquilos"/ "Alvin e os Esquilos"


3º vídeo com genéricos de séries de anime antigas
Neste vídeo, uma "compilação" de genéricos, estão séries de que já se falou aqui e outras que ainda não foram referidas, mas de que, decerto, muitos de vocês se lembram. Encontrarão genéricos de séries como "Fábulas da Floresta Verde", "Misha", "Família Trapp", "Robim dos Bosques", "Zorro", entre outras.
Divirtam-se! :)


Deixem os vossos comentários! :)
Excerto de Natal da série "O Elefante Babar"



Colecção de filmes antigos de anime lançados pela Prisvídeo

A Prisvídeo lançou recentemente uma colecção de filmes de anime, os quais são produções da Nippon Animation dos anos 80 (e alguns do final dos anos 70 e início dos 90). Já vi três deles até agora, tendo comprado os outros também, e são, de facto, bons filmes, do género daquelas séries dessa época que cá passaram na RTP e de que temos falado tanto aqui.
Hoje falarei de um deles, aquele de que mais gostei, mas, aos poucos, espero fazer também posts sobre os restantes.

O CÃO DE FLANDRES

Este é um filme muito triste, mas também muito bonito. Sentimos nele aquele não sei quê de "humanismo" que se sente nas histórias e animações clássicas e que já muito raramente se encontra nas contemporâneas. É uma história cheia de sentimento e de valores que hoje em dia, por vezes, julgamos perdidos.

O filme, passado na Bélgica do século XIX, conta a comovente história de um rapazinho pobre, Nello, que tem um grande talento e paixão pela arte e que nutre uma enorme amizade pelo seu cão, Patrasche, amizade essa que o leva a ele e ao avô (o seu único familiar) a sujeitarem-se a viver com ainda mais dificuldades, para que não lhes seja tirado o seu fiel amigo. Nello, com o apoio de Alois, uma grande amiga que pertence a uma família rica (a família da menina não quer que os dois convivam), tenta, apesar da sua pobreza e dos tempos difíceis, tornar-se pintor, como Rubens, que tanto admira.
Importa ainda referir que o filme é uma adaptação do romance com o mesmo título escrito por Marie Louise de la Ramée, em 1872.

A dobragem portuguesa deste filme é da Som Norte, uma empresa de dobragem dos "velhos tempos" que fez várias dobragens das "nossas" séries que passaram na RTP (entre elas, deu voz às personagens da série "Ana dos Cabelos Ruivos"). A Som Norte continua a fazer dobragens e mantém grande parte dos talentosos actores que deram voz a essas belas séries antigas. Foi uma enorme e agradável surpresa quando comecei a ver o filme e percebi que a dobragem era de qualidade (qualidade Som Norte, que tão bem conhecemos das "nossas" séries antigas) e com as interpretações desses actores. Tal como fizeram agora a dobragem deste filme, também dobraram os restantes filmes desta colecção, que a Prisvídeo lançou.

Uma última nota para dizer que este filme, tal como os restantes desta colecção da Prisvídeo (os outros títulos são "Elfie, a Salvadora do Planeta", "As Aventuras de Maegami Taro", " King Fang", "As Aventuras de 15 Rapazes", "Tottoi" e "Aprender a Ganhar"), é fácil de encontrar em supermercados com secção de DVD. É de referir ainda que cada um destes filmes tem um preço bastante atractivo: 8 euros. ;)

Por favor, deixem os vossos comentários e neles digam-me se já viram à venda este filme, tenho curiosidade! :)

Excertos de Natal de séries de animação antigas (PUBÇICADO ORIGINALMENTE EM 24/12/2007)

Trago-vos hoje vídeos de acordo com a quadra que atravessamos. Em algumas das "nossas" séries de animação antigas, temos episódios ou cenas passadas no Natal, como estes que se seguem.

Deixo-vos portanto com o Natal da animação e com desejos de que o Natal da realidade seja feliz. :)






Por favor, deixem os vossos comentários! :)

Para aqueles que gostam dos "Póneis" e pedem para ver excertos, aqui fica mais um vídeo de "Histórias dos Pequenos Póneis".


Vídeo com genéricos de séries de animação que passaram em Francês na "nossa" antiguinha RTP


Quem não se lembra das séries de animação faladas em Francês, que passavam na RTP, no tempo dos bons desenhos animados?

Neste vídeo, têm genéricos dessas séries. Encontrarão nele séries que ficaram bastante conhecidas, como "Era uma vez... A vida", "As Misteriosas Cidades do Ouro" ou "Tintin". Encontrarão também séries como "Clémentine", que não passou tanto nem a horas tão propícias, mas cujo belo genérico ficou na cabeça de muita gente.

Divirtam-se! :)


Deixem os vossos comentários! :)

Excerto de "O Meu Pequeno Pónei"


Aqui têm um bocadinho de um episódio, mais precisamente um dos momentos musicais deste episódio (para quem não se lembra, em cada episódio há sempre uns momentos de canções relacionadas com a aventura que os póneis estão a viver).

Para aqueles que não sabem ou não se lembram, deixo aqui uma curiosidade: grande parte das vozes desta série são a vozes dos actores da "Ana dos Cabelos Ruivos"! ;)

Divirtam-se! :)



O FEITICEIRO DE OZ


Mais uma adaptação de um clássico da literatura, desta vez de "O Feiticeiro de Oz", de Frank Baum (cuja adaptação para cinema se tornou igualmente um sucesso), também esta série de animação passou por cá, na nossa "antiguinha" RTP.


Nela (como no livro), acompanhamos as fantásticas aventuras de Dorothy, num mundo repleto de imaginação que, em certos pontos, se assemelha ao País das Maravilhas, criado pelo escritor Lewis Carroll no seu admirável livro "Alice no País das Maravilhas" (que também originou uma série de anime, recentemente editada pela PlanetadeAgostini e parcialmente pela Prisvídeo, assim como um filme de animação da Disney).


O mundo de Oz é um mundo de magia, onde Dorothy, a protagonista, vive aventuras com personagens e situações de uma enorme imaginação e que são também muito divertidas.


Aqui fica o genérico da série, que cá passou na RTP:


Episódios que faltam da "JOANINHA" - AJUDEM!!!

Volto a pedir, através deste post, que quem tenha episódios em VHS da série "Joaninha" (ou quem saiba de quem tenha) entre em contacto comigo. Como vos disse em posts anteriores, eu gravei grande parte da série em VHS, na altura em que ela passou na RTP2. No entanto, faltam-me alguns episódios. Por isso, por favor, quem tiver algum/alguns dos episódios que indicarei em seguida, contacte-me! Se conseguisse esses episódios, a série ficaria completa, para matar a saudade de tantos fãs!


Aqui fica a lista dos 10 episódios que faltam. Para saberem mais facilmente se algum deles correponde a algum episódio que vocês tenham gravado, visitem o site que vos indicarei a seguir, onde estão todos os episódios da "Joanina" em Francês (numerados) e onde, por isso, podem facilmente verificar se algum/alguns deles corresponde ao(s) que vocês têm. Mesmo quem não perceba Francês, não há nenhum problema, já que basta carregarem lá nos episódios cujos números aqui estão e ver se reconhecem as imagens (se as imagens são as do(s) episódio(s) que vocês têm). O site (dou-vos o link directo para a página em que começam os vídeos com os episódios da "Joaninha" - "Georgie" em Francês) é:
http://generationmanga80.oldiblog.com/?page=articles&rub=324479&nba=4

E aqui ficam então os episódios que me faltam:

Episódio 8 (nome francês: "Souer Katie")
Episódio 19 (nome francês: "Georgie Couturiére")
Episódio 20 (nome francês: "Le départ d'Abel")
Episódio 22 (nome francês: "Abel est de retour")
Episódio 23 (nome francês: "Le chemim de fer")
episódio 24 (nome francês: "Premier baiser")
Episódio 25 (nome francês: "Le secret devoilé")
Episódio 28 (nome francês: "Cruel dilemme")
Episódio 29 (nome francês: "La décision de Georgie")
Episódio 42 (nome francês: "Le sacrifice")



Por favor, quem tenha algum/alguns destes episódios, diga alguma coisa! Quem ache que conhece quem tenha, por favor informe-nos disso também!
Excerto da série anime "Pinóquio" (da qual a Prisvídeo lançou agora alguns volumes)


Excerto da série "Nils Holgersson"

Trago-vos mais um pequeno excerto das aventuras deste menino, que um duende transforma em polegarzinho e que percorre a Suécia com os gansos selvagens, como já foi dito no post em que falei deste anime.
Divirtam-se! :)


Abertura portuguesa de "O Meu Pequeno Pónei"

Já algumas pessoas relembraram aqui esta série e, apesar de já ter feito um post a falar sobre ela, ainda não tinha sido possível pôr o genérico em Português, apesar de eu ter esta série gravada em VHS.
Hoje, aqui fica o genérico. Divirtam-se! :)

A pedido dos visitantes que queriam ver mais excertos desta série enquanto ela não sai em DVD (em nome de todos, de que estão à espera para pôr isto em DVD com esta dobragem, editoras?) e em especial de uma visitante que sugeriu que eu aqui pusesse este mesmo momento da série, cá fica mais um pequeno excerto de "Os Três Mosqueteiros".
ATENÇÃO: Contém spoilers. Quem ainda não conhecer a série e tencionar visualizá-la, o melhor é não ver este vídeo.


Excerto de um episódio da série "A Família Robinson"/"Flora"


Aqui está um excerto (tirado das VSH que gravei na altura) passado na ilha desabitada. Divirtam-se! :)


Trailer da série "Joaninha"


No outro dia, encontrei este trailer e, como o achei interessante e creio que agradará tanto aos fãs da série como a quem nunca a viu (relembra e, para além disso, dá uma ideia do que a série é a quem nunca tenha visto), decidi pô-lo aqui. É em Italiano, mas isso não é um problema, pois, neste caso, "são as imagens que falam e não as palavras".
Divirtam-se! :)
NOELI



De seu título original "Elves of the Forest", esta série de anime de 1984 passou cá em Portugal na "nossa" velhinha RTP, da qual tantos de nós temos saudades.

Na série, assistimos ao dia-a-dia dos habitantes da Lapónia, a terra do Pai Natal. A série centra-se sobretudo nas crianças da povoação e numa personagem muito importante: Noeli. Noeli é, nada mais nada menos, do que o Pai Natal. O seu aspecto (barbas brancas e compridas, cara bondosa e rechonchuda, entre outras características) faz o espectador pensar imediatamente no Pai Natal e, se dúvidas houvesse, há pelo menos um episódio em que ele se veste de Pai Natal e vai no trenó, puxado por renas, destribuir os presentes. Mas a série é bastante mais do que a história do Pai Natal na noite de Natal.


Esta série é uma daquelas que, tanto quanto me apercebo, passou despercebida a muita gente cá em Portugal (na net e fora dela, só conheço uma pessoa para além de mim que viu a série), o que é uma pena, pois a série tem belos desenhos e histórias que, ao contrário do que se possa pensar à primeira vista, são muito giras.


Aqui fica o genérico (a música não é a que cá passou, mas as imagens são as mesmas):




E um genérico feito mais tarde, mas que mostra mais imagens dos episódios:


Por favor, comentem! Como até agora não encontrei quase ninguém que conheça a série, gostava de saber quais de vocês viram a série ou pelo menos ouviram falar dela e quais nunca ouviram falar!

Entrevista a Hayao Miyazaki


Já aqui falei do grande realizador de anime Hayao Miyazaki. Como já aqui referi, é a ele que devemos filmes como "A Viagem de Chihiro", "O Castelo Andante", "Princesa Mononoke" ou séries como "Conan, o rapaz do Futuro". A sua participação em "Ana dos Cabelos Ruivos" (cujo realizador é outro dos grandes realizadores japoneses, Isao Takahata), "Heidi", "Marco", etc, foi também muito importante.

Hoje, trago-vos uma entrevista em vídeo a este realizador. A entrevista é muito interessante (uma entrevista a um génio destes dificilmente poderia não ser interessante) e decerto interessará a muitos de vocês.


Divirtam-se! :)






A Ilha do Tesouro
Esta série, mais uma adaptação de um clássico da literatura (desta vez, o romance "A Ilha do Tesouro", de Robert L. Stevenson, o autor de "O Médico e o Monstro"), tem como protagonista Jim Hawkins, um rapaz que embarca numa enorme aventura: ir à procura do tesouro do capitão Flint, um pirata. A viagem decorre cheia de peripécias, incluindo a descoberta de que o melhor amigo de Jim, John Silver, foi em tempos o homem de confiança de Flint.
Realizador: Osamu Dezaki
Argumento:
Haruya YamazakiYoshimi Shinozaki
Música:
Kentaroh Haneda

Em Portugal, a série passou cá na antiguinha RTP (com o genérico cantado por Dulce Pontes). Aqui fica o final:

Deixo-vos também a abertura japonesa:

ZORRO

Este herói de capa e espada, já conhecido da literatura e da banda desenhada, também teve direito a uma série de anime, que muitos de nós acompanhámos por cá.

Esta série, que já é do tempo da velhinha TVI (na minha opinião, na altura em que a TVI ainda dava algumas coisas de jeito), conta a história de Diego Vega, um jovem que, de volta às suas origens depois de estar a estudar no estrangeiro, se depara com um país governado por quem quer tudo menos o bem do povo. Assim, decide assumir uma identidade secreta (são muitos os heróis, na literatura, na banda desenhada e no pequeno ou grande ecrã com uma identidade secreta e, geralmente, são muito interessantes e cativantes), para, dessa forma, combater a injustiça que impera na sua terra natal. São muitas as aventuras que Diego vive, mascarado de Zorro, até tudo se resolver de vez. São também muitos os inimigos que, durante elas, ficam a conhecer a famosa marca do "Z" de Zorro. Entre eles está o arrogante e malvado Tenente Gabriel, de que, quem viu a série, decerto se lembra. Mas nem só de inimigos se faz a história. Diego (ou Zorro) conta também com um precioso ajudante, Bernardo, que é um rapazinho que vive na casa do pai de Diego e que, ao descobrir o segredo deste, decide ajudá-lo, mascarando-se de Pequeno Zorro e acompanhando-o também em várias aventuras. Para além disso, existe ainda Lolita, a paixão de Diego., uma jovem corajosa, que quer mudar o estado das coisas no seu país e que, até ao fim, não sabe que Zorro, o cavaleiro justiceiro que tanto admira, é, na verdade, o seu amigo de infância, Diego, pelo qual ela também se sente "balançada", apesar de muitas vezes ficar irritada com ele, por causa de Diego se fingir cobarde para esconder a sua verdadeira identidade.


Aqui fica o genérico:



Esta série já começou a ser editada por cá. A editora é a Prisvídeo. Podem encontrar os dvds com facilidade (eles existem muito em supermercados como o Carrefour, o Jumbo, etc...). Infelizmente ainda falta editarem muitos dvds para que a série fique completa...